Página anterior    Melody Assistant    Página seguinte 
 

Introdução
Produtos
What's new ?
Manipulação
Notação
Introdução
Teoria Musical
Modelos
Positionning
Discontinuous selection
Targets
Tie, slur and beam
Tablaturas
Pautas Multi-vozes
Color notation
Notação Gregoriana
Símbolos de Interrupção
Clave
Armadura
Formúla de compasso
Dinâmica
Andamento
Letras/Karaoke
Objectos livres
Textos especiais
Tipos de letra
Escutar
Dispositivos/scripting
Virtual Singer
FAQ
Licença de utilização
Ajuda Técnica
Apêndice
Impressão do Manual


Novo capitulo : Em Inglês :

 

Armadura da clave

Revisão da teoria musical

A armadura da clave permite-lhe definir, numa partitura, uma alteração da tonalidade, ou seja qual a escala a ser usada para emitir a música.
Eis aqui a lista de todas as notas que podem ser tocadas dentro de uma oitava :

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12
Dó# 
ou Réb
Ré# 
ou Mib
Mi Fá# 
ou Solb
Sol Sol# 
ou Láb
Lá# 
ou Sib
Si

Cada uma das notas está semitom abaixo da seguinte.
Uma escala maior tem sete notas, com intervalos irregulares entre si: a partir da nota tónica da escala, as notas incluídas estão nos semitons +2, +4, +5, +7, +9 e +11, o que dá, para a escala de Dó maior, os semitons 1, 3, 5, 6, 8, 10, 12 ou seja a escala Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si.

Para a escala de Ré maior, teremos uma escala com os semitons : 3 (nota tónica), 5, 7, 8, 10, 12 e 14.
O semitom # 14 é de facto o segundo semitom da oitava superior.
Temos então a escala Ré, Mi, Fá#, Sol, Lá, Si, Dó#.

Numa partitura, se somente as notas pertencentes à escala de Ré forem usadas, então todos os Fá e todos os Dó serão sustenidos.
Para tornar a notação mais legível, estes dois sustenidos são escritos só no inicio da pauta, ao lado do símbolo da clave. Esta notação permite informar o intérprete da clave usada, as notas alteradas (notas com sustenidos ou bemois).
Para determinar qual é a clave usada numa partitura (ou parte), somente conte o número de sustenido ou bemois escritos a seguir à clave :

Número de sustenidos     Clave    Número de bemois      Clave 
0
 
0
1
Sol
 
1
2
 
2
Sib
3
 
3
Mib
4
Mi
 
4
Láb
5
Si
 
5
Réb
6
Fá#
 
6
Solb
7
Dó#
 
7
Dób

Este grupo de sinais colocadas a seguir à clave constitui a armadura da clave.

Geralmente, a alteração da armadura de clave aplica-se a todas as pautas da partitura. Alguns instrumentos como o clarinete, saxofone, trompete ou horn não emitem as notas indicadas na partitura, mas notas aumentadas ou diminuidas de um determinado número de semitons.
São chamados de "instrumentos transpositores".

Sugestão : No programa, para definir uma pauta para um instrumento transpositor, use "Pauta>Aplicar instrumento transpositor" ou a opção "Aplicar instrumento transpositor" no menu contextual da pauta .

Por exemplo, numa pauta para clarinete soprano, as notas são emitidas dois semitons abaixo da nota efectivamente escrita.
Se a nota for um Dó, o clarinete emitirá um Sib. É um instrumento transposto em Sib.
Para fazer o clarinete emitir uma escala de Dó ascendente, ou seja emitir as notas Dó, Ré, Mi, Fá, Sol, Lá, Si, você deve escrever Ré, Mi, Fá#, Sol, Lá, Si, Dó#, ou seja uma escala de Ré maior.
Se toda a partitura estiver na tonalidade de Dó maior, ou seja sem armadura de clave, a pauta de clarinete terá uma armadura de clave com dois sustenidos, como se estivesse na escala de Ré maior.

Nota : O programa estende a noção de instrumento transpositor a qualquer instrumento que não emita a nota efectivamente escrita.
Portanto, instrumentos como o picolo ou o baixo, que não são exactamente instrumentos transpositores porque só emitem a nota desfazada um determinado número de oitavas, estão incluídos na mesma opção.

Localização

A armadura é sempre colocada no inicio do compasso.Pode aplicar uma mudança de tonalidade em qualquer parte da partitura.
Por exemplo, uma pauta pode começar na escala de Dó maior, e uns compassos mais tarde ser alterada para uma escala de Fá maior.
 

Editar

Edição global:
Para alterar a escala geral de uma partitura, seleccione  "Partitura>Armadura e divisão do compasso". A caixa de selecção de armadura abre-se.

Edição local :
Uma paleta de ferramentas especial ("Janela>Ferramentas de Clave") está disponível. Ela contém a ferramenta de alteração de armadura de clave, assim como ferramentas para alterar a clave e a unidade de tempo.

Seleccione a ferramenta de alteração de armadura (ícone com sustenidos numa pauta) e clique num compasso. A caixa de selecção de armadura de clave abre-se.

Seleccionar a armadura de clave

A caixa de selecção tem três tabs. Seleccione o segundo, com o nome "Armadura Clave". Na parte superior da janela, terá uma pré-visualização da armadura que está a definir.

Usando as barras de deslocamento pode adicionar sustenidos e bemóis, ou retirá-los, à armadura de clave actual. Utilizadores avançados podem também definir armaduras de clave personalizadas usando os botões da direita, e definindo a nota base no campo inferior.

A caixa de selecção "armadura de clave visível" permite-lhe definir se a quer visível ou não. Para assegurar uma boa leitura da partitura, evite torná-la invisível.

O modo de visualização da armadura permite-lhe definir se quer que os símbolos bequadro anulem a armadura de clave precedente ou não.

Para Aplicar as alterações a toda a composição marque a caixa de selecção que lhe permite transpôr todas as alterações que se seguem. Por exemplo, se você alterar a armadura de clave de Dó para Ré, todas as alterações que se seguem estarão aumentadas de dois semitons. Por exemplo, uma armadura em Sol (um sustenido) será transformada em Lá (três sustenidos).

No fundo da janela, há menus que lhe permitem seleccionar :

• A transposição a aplicar às notas quando uma nova armadura é inserida numa partitura.
As notas afectadas por esta armadura podem ser :
  • Não transpostas : neste caso, a sua localização no écran muda de modo a que sejam emitidas com a mesma altura (frequência) que eram antes da alteração.
  • Transpostas para cima : elas serão emitidas na nova armadura, com uma frequência mais alta do que antes.
  • Transpostas para baixo : elas serão emitidas na nova armadura, com uma frequência mais baixa do que antes.
  • Gráficamente inalteradas : elas ocuparão gráficamente a mesma posição (mas não terão a mesma altura)
• A que pautas se aplicará a alteração.
Poderá ser só a pauta seleccionada, todas as pautas, ou a uma selecção de pautas.
Nos dois últimos casos, você pode escolher se a alteração e feita no modo absoluto ou relativo.
No modo absoluto, a alteração é aplicada do mesmo modo que para as outras pautas.
No modo relativo, a alteração é aplicada tendo em conta as diferenças de tonalidade entre as duas pautas. Em caso de dúvida, seleccione o modo relativo.

Modo absoluto e relativo

Como descrito acima, uma alteração de armadura pode ser aplicada em modo absoluto ou relativo.

Quando aplicada no modo absoluto :

    A alteração de armadura é inserida "como é" em todas as pautas pretendidas, ou seja todas as pautas serão emitidas com a mesma tonalidade ao mesmo tempo. Este é o caso geral para todas as peças de música, exceptuando os casos em que se usa instrumentos transpositores. As armaduras de clave para estes instrumentos são deslocadas um determinado número de semitons em relação a armadura original. Por causa disto, aplicando a mesma armadura a todas as pautas, incluindo aquelas com instrumentos transpositores, resultará numa armadura incorrecta para estes instrumentos.
Quando aplicada no modo relativo :
    O Programa calcula a diferença em semitons entre a nota base da armadura original (na posição onde clicou) e a nova armadura que pretende inserir. Esta diferença é então aplicada à armadura neste compasso para todas as pautas seleccionadas. A alteração da armadura do instrumento transposto é mantida.
    Por exemplo, se você tiver uma primeira pauta em Ré e outra em Sol; inserindo uma armadura em Mi no modo relativo na primeira pauta resultará no seguinte :
      - A diferença entre a antiga e a nova armadura será de Mi - Ré = 2 semitons
      - A armadura da primeira pauta será elevada de dois semintons : Ré+2 semitons = Mi como pedido
      - A armadura da segunda pauta é elevada de dois semitons : Sol+2 semitons = Clave de Lá
    No entanto, tenha cuidado : se usar armaduras personalizadas, o programa não será capaz de as subir ou baixar (é impossível determinar quando e onde devem ser acrescentados acidentes). Se este tipo de armaduras estiver presente na sua partitura, somente a nota base será transposta como pedido, e os acidentes mantém-se inalterados.

    Para resumir : Recomendamos-lhe que não use o modo alteração absoluta de armadura em pautas com intrumentos transpositores.
    Por outro lado, o modo alteração relativa de armadura não calculará novos acidentes para as armaduras personalizadas existentes.


(c) Myriad 2012