Página anterior    Harmony Assistant    Página seguinte 
 

Introdução
Produtos
What's new ?
Manipulação
Notação
Escutar
Dispositivos/scripting
Virtual Singer
Introdução
Criação rápida
Cantar o FaSoLa
Gregoriano
Jazz Scat
Midi & ABC
Regras de escrita
Aspectos técnicos
Generalidades
Síntese da Voz
Configuração
SAMPA
Perguntas Mais Frequentes
Comandos
Real Singer
Bibliografia e agradecimentos
FAQ
Licença de utilização
Ajuda Técnica
Apêndice
Impressão do Manual


Novo capitulo : Em Inglês :

 
 

Virtual Singer

Aspectos técnicos da voz

Generalidades


A voz humana é espantosamente complexa, e o programa Virtual Singer não pretende substituí-la, mas ser somente o mais aproximado possível dela.
Iremos aqui descrever as noções básicas necessárias a uma melhor compreensão de como o Virtual Singer funciona.

Uma voz humana pode ser descrita como se segue :

  • O timbre,  o qual diferencia uma pessoa de outra (a "impressão digital" da voz) porque ela depende do canal vocal de cada um de nós.
  • os efeitos, relacionados com o modo como se canta
Estas configurações podem ser ajustadas para serem o mais aproximadas possível da voz humana.

Voz

A voz cantada segue as mesmas regras da falada. Os princípios fundamentais também podem ser aplicados a ambas.

Os pulmões geram uma corrente de ar, que passa através das cordas vocais.
As cordas vocais são membranas mucosas, posicionadas na base da laringe, que actuam como um vibrador.
A frequência de vibração é controlada pelo cantor de forma a seleccionar a altura da nota desejada.
Este som puro passa então por uma série de cavidades que formam o canal vocal (boca, fossas nasais...).
O cantor controla permanentemente a abertura e a capacidade destas cavidades para produzir ressonâncias e assim, modificar o som emitido pelas cordas vocais.

Fala e Linguagem

A fala é uma forma acústica de comunicação. É uma convenção partilhada por pessoas que falam a mesma língua.
Cada linguagem tem as suas próprias características, e usa um número limitado de sons chamados "fonemas" (cerca de trinta). Estes fonemas são agrupados para se tornarem uma sílaba, uma palavra, uma frase...
Alguns fonemas são comuns a várias línguas, porque a maíoria das línguas faladas têm a mesma origem. Além disto, o número de possíveis fonemas está também limitado por restrições fisicas do canal vocal.

    Fonemas

    Não usamos aqui a classificação acústica padrão dos foneticistas.

    Aqui estão os grupos básicos dos fonemas :

    • vogais usam o canal vocal,  são pouco ruídosos, e podem ser prolongadas à vontade. São componentes essenciais da voz cantada.
    • Algumas linguagens (como o Inglês) usam grupos de vogais chamadas de ditongos (como em "pie", "though"...)

    • consoantes vocalizadas são consonantes que usam as cordas vocais. Podem ser prolongadas (Z => Zzzzz). Estas consoantes usam também a ressonância das cavidades nasais (M, N...) ou a voz gerada pelo fluxo de ar (Z, J, V...).

    •  consoantes não vocalizadas podem ser prolongadas e só usam o som gerado pelo fluxo de ar, sem usar as cordas vocais.
    • Estas consoantes não têm altura (CH, F, S...).

    • consoantes aspiradas são breves, não prolongáveis, vocalizadas (G, D, B..) ou não (K, T, P...).

    Phonemes pronunciation

     
    Questão : Qual é a diferença entre a voz cantada e a falada ?
    Enquanto falamos, a frequência (altura da nota) produzida pelas cordas vocais varia pouco. Só lhe permite dar a inflexão (prosódia) a uma frase. Na voz cantada, a frequência emitida pelas cordas vocais seguem uma melodia e não está relacionada com a inflexão.

    A característica principal da voz cantada é o prolongamento de alguns fonemas no tempo. Algumas sílabas têm quer ser prolongadas mais que outras, o intérprete prolonga mais fácilmente e artistícamente fonemas prolongáveis, ou seja, as vogais, que produzem um som muito aproximado ao de um instrumento musical.



(c) Myriad