Página anterior    Harmony Assistant    Página seguinte 
 

Introdução
Produtos
What's new ?
Manipulação
Notação
Escutar
Introdução
Regras
Efeitos/Expressão
Ajustamento Microtonal
Afinação alternada
Processadores de efeitos
Curvas de parâmetros
Instrumentos Personalizados
Pistas de Audio Digital
Jukebox
Karaoke
Fretted fingering
Dispositivos/scripting
Virtual Singer
FAQ
Licença de utilização
Ajuda Técnica
Apêndice
Impressão do Manual


Novo capitulo : Em Inglês :

 

Processadores de efeitos

Quando usa a saída digital, você pode aplicar o processador de efeitos aos sons produzidos por uma partitura.

Estes processadores de efeitos estão organizados como um pedal multi-efeitos de guitarra : vários tipos de efeitos podem ser encadeados de modo a alterar o som original de um instrumento. Todos os efeitos que necessitar podem ser inseridos numa pauta : os sons dos instrumentos podem então ser alterados enquanto a música toca.

Os processadores de efeitos podem ser aplicados aos sons padrão assim como aos sons personalizados.

Vários processadores de efeitos pré-definidos são disponibilizados com o programa, mas você pode fácilmente definir os seus próprios, e inseri-los nas suas composições ou partilhá-los com outros utilizadores.

Inserir um efeito

Seleccione a ferramente "Processador de efeitos" (ícone azul em forma de pedal) na paleta "Diversos" e clique na pauta no local onde pretende que o efeito seja inserido.

A janela de edição de efeitos abre-se.

Mais tarde, você poderá fazer duplo-clique no efeito com a ferramenta laço para abrir novamente a janela de edição de efeitos.

Editar um efeito

Na janela de edição de efeitos, você pode ver :

À esquerda, a lista dos tipos de efeito. Estes tipos de efeito podem ser encadeados para produzir o som que desejar.

No meio, o modo como este efeito é aplicado ao som.

Dois ícones estão dísponiveis para qualquer tipo de efeito :
  • Não modificar, que significa que este tipo de efeito está inalterado e mantém os parâmetros préviamente definidos.
  • Pára, que significa que este tipo de efeito está parado e não é mais usado para processar o som.
À direita, os parâmetros para este tipo de efeito.
Você pode editar estes parâmetros digitando o valor com o teclado ou movendo as guias de manuseamento no gráfico.
No fundo da janela :
O Ícone usado para mostrar este efeito na partitura. Este ícone pode ser escolhido de conjunto de ícones pré-definidos (botão "Alterar") ou desenhado com o editor de ícones integrado (botão "Editar").
Sugestão : Numa partitura, a pauta à qual um processador de efeitos está aplicado é aquela que inclui a margem superior do ícone de efeitos.
Enquanto edita um processador de efeito, o nome da pauta que contém o efeito e exibida na barra de títulos da janela.
O botão Testar (pequena guitarra eléctrica). Toca um pouca da pauta à qual o efeito está designado.
O nome do efeito, o qual é mostrado na partitura à direita do ícone. O estílo da fonte do texto pode ser escolhida.
Comentário, para escrever observações acerca deste efeito.
A caixa de controle de Impressão. Quando marcada, o efeito será impresso na partitura.
O botão Predef, para escolher um efeito de um conjunto pré-definido.
Sugestão : Você pode adicionar os seus próprios efeitos ao conjunto de efeitos pré-definidos salvando-os na pasta "FXs".
Botões Abrir e Guardar, para abrir ou guardar os seus efeitos separadamente da partitura na qual estão incluídos. A extensão do ficheiro para estes ficheiros é ".FX". Este formato de ficheiro é compatível tanto com Macintosh como com Windows, e podem ser enviados no formato ascii ou binário através da Internet.
Quando tiver criado alguns efeitos realmente interessantes, partilhe-os com outros utuilizadores na Internet. O campo "Comentário", que não é mostrado, permite-lhe escrever o seu nome ou endereço de e-mail.
Alterações feitas ao processador de efeitos actualmente em edição são aplicadas em tempo-real à música tocada : você obtém um apresentação imediata das suas alterações. Quando o modo "Testar" está activo (botão com uma pequena guitarra), somente os primeiros 6 compassos após o efeito são tocados ciclícamente.
 
Nota : O processador de efeitos consume muito tempo em termos de capacidade de processamento do computador. Se o seu computador for muito lento, você pode desactivar o processador de efeitos através da janela de configuração da saída digital.

Para começar :


Aqui está um pequeno exemplo para verificar as capacidades do processador de efeitos.
 
1) Verifique a configuração do programa
Menu "Configuração>configurção da saída digital" : Assegure-se de que os parâmetros da saída digital estão correctamente configurados. Os valores recomendados são qualidade 44kHz, 16 bits, estéreo.
"Active processador de efeitos" deve estar marcado.

Menu "Configuração>Configuração global>Abrir" : assegure-se de que por baixo de Adaptar música aos periféricos existentes o botão Ajuste para radio está seleccionado e escolheu saída digital (use o botão Alterar se necessário).

2) Crie um documento
Menu "Ficheiro> Novo" : seleccione  o modelo "Simples" e insira notas nos primeiros 6 compassos da primeira pauta.
ou menu "Ficheiro>Abrir" e seleccione composição existente.

Pressione a tecla de espaço : a música começa a tocar.
Pressione novamente a tecla de espaço : a música pára.

3) Inserir um efeito
Assegure-se que a paleta de ferramentas "Diversos" está a ser exibida, ou active-a através da opção do menu "Janelas>Ferramentas diversas".
Clique no ícone azul em forma de pedal de efeitos de guitarra.

Clique na pauta, imediatamente antes da primeira nota : um processador de efeito é inserido na partitura e a janela de edição de efeitos abre-se.

4) Configure um efeito
Clique no pequeno ícone guitarra : os primeiros 6 compassos da pauta são tocados ciclícamente, para que possa testar o seu processador de efeito em tempo-real. Nesta fase você poderá ouvir as notas a tocar. Deixe este modo ligado.

Clique no botão "Predef" : a lista de processadores de efeitos pré-definida aparece. Seleccione por exemplo "Reverberação de Igreja" e clique em "OK". As notas são agora tocadas com uma reverberação acentuada.

Você pode testar vários processadores de efeitos pré-definidos, de seguida comece a alterar alguns parâmetros para obter o som que deseja.

Alguns tipos de efeitos podem ser combinados para alterar  o som original. A lista da esquerda está desenhada como um diagrama de fluxo, para exibir claramente quais os tipos de efeitos que estão ligados e quais os que estão desligados. Detalharemos aqui as acções específicas para cada efeito.

Ressonador/Uah

Técnicamente, este é um filtro ressonante passa-banda.Este tipo de filtro acústico acentua uma determinada frequência e reduz todas as outras.
A frequência é dada em hertz (Hz) e especifíca a frequência a aumentar.
O nível de ressonância define o factor de amplificação nesta frequência. Finalmente, um controlador de ganho de saída ajusta o volume de saída do som.
Nota : A frequência de um Lá na 4ª oitava é de 440 Hz, e a frequência é dobrada para cada oitava.
Portanto, se o filtro da frequência de ressonância está configurado para 1760 Hz, a nota Lá 6 será especialmente elevada e tornar-se-á ressonante
O ressonador pode ser aplicado de várias maneiras :

Fixo : A frequência é ajustada para um determinado valor. Uma variação suave pode ser aplicada à frequência ou ressonância. Neste caso, o parâmetro inicia-se no valor dados, e aumenta suavemente para o valor configurado pelo efeito seguinte deste tipo na mesma pauta.


LFO 
(Low Frequency Oscilator / Oscilador de Baixa Frequência) : A frequência aumenta e diminui regularmente no tempo. Os controladores de manuseamento no gráfico (ou valores numéricos) permitem-lhe ajustar as frequências mais altas e mais baixas da oscilação, o seu ponto de inicio e o período de oscilação (em millisegundos).
A caixa de marcação Direcção define se a oscilação se inicia com um aumento ou diminuição da frequência.
A variação suave pode ser aplicada à ressonância. Neste caso, a ressonância começa num determinado valor, e move-se suavemente para o valor configurado pelo efeito seguinte do mesmo tipo na mesma pauta.


Wah
: simula o efeito automático Wah-Wah encontrado em aguns processadores de efeitos para guitarras. A frequência de ressonância é ligada ao volume actual da música : quanto mais alto o som, mais alta é a frequência do ressonador. No gráfico, a frequência está desenhada no eixo vertical e o volume do som no eixo horizontal (sons serenos na esquerda, sons fortes na direita).
A variação suave pode ser aplicada à ressonância. Neste caso, a ressonância começa num determinado valor, e move-se suavemente para o valor configurado pelo efeito seguinte do mesmo tipo na mesma pauta.

Distorção/Overdrive

Técnicamente, este tipo de efeito simula a saturaçãoo do som de alguns amplificadores para guitarras. Quando o nível de entrada se torna muito elevado o sinal fica distorcido. Distorção e Overdrive são os dois modos em que estes efeitos podem ser feitos.
A potência ajusta o nível do som a a partir do qual o efeito distorção/overdrive se inicia. With a low power, only loud sounds will be altered. Com uma potência próxima dos 100%, as notas mesmo que tocadas débilmente serão alteradas.
Este efeito pode gerar harmónicas de alta-frequência não desejadas. É no entanto possível criar um filtro passa-baixo (Tone) para suavizar o som reduzindo essas altas frequências.
Finalmente, um control de ganho de saída ajusta o volume de saída do som.

Flanger/Chorus

Técnicamente, este tipo de efeito adiciona ao som original o mesmo som após um pequeno atraso, que varia no tempo.
A potência regula a quantidade de retroalimentação, e portanto a força do efeito. Um Oscilador de Baixa Frequência (LFO) permite que o atraso varie no tempo.
A única diferença entre Flanger e Chorus é o alcance das velocidades de oscilação.

Equalizador

Este tipo de efeito permite ajustar a sonoridade e a potência de saída do instrumento.
Nos gráficos, você pode controlar a quantidade de graves e agudos.
Com o "ganho", você selecciona o nível de saída do instrumento.
O "limitador" permite limitar o nível de saída para evitar saturação geral na sua composição. Fixando um valor baixo para este parâmetro, você aumenta o risco de que notas fortes ou acordes na pauta  considerada saturem (pode diminuir o ganho), mas neste caso só a pauta será afectada. Outros sons tocados por outros pautas continuarão a ser audíveis.

Balanço

Este efeito altera a posição do som no espaço estéreofonico.
A posição do som pode variar de tudo à esquerda (valores negativos) até tudo à direita (valores positivos).
O balanço pode ser :

Fixo :  O Balanço é fixado num determinado valor. Uma variação suave poderá ser aplicada a este valor. Neste caso, o balanço inicia-se no valor dado, e move-se suavemente para o valor fixado pelo efeito seguinte deste tipo na mesma pauta.

LFO  (Oscilador de Baixa Frequência / Low Frequency Oscillator) : O balanço varia da esquerda para a direita e da direita para a esquerda regularmente no tempo. Os controladores de manuseamento do gráfico (ou valores númericos) permitem-lhe fixar os valores mais altos e mais baixos do balanço da oscilação, o ponto de inicio e o período de oscilação (em milisegundos).
A caixa de controle de direcção define se o movimento da oscilação se inicia da esquerda para a direita ou da direita para a esquerda.

Atraso/Reverberação

Estes são os efeitos de eco ou reverberação que pode aplicar à entrada do som. Três tipos de eco ou reverberação podem ser aplicados :

Atraso : Este é um eco que só acontece uma vez, ocorrendo após um determinado tempo. O tempo que decorre antes do eco (em milisegundos) assim como a potência do eco (como uma percentagem do som original) pode ser fixado.
A caixa Pingue-Pongue, quando marcada, faz com que o eco apareça na localização oposta do som original.


Atraso Múltiplo : Este efeito é o mesmo que o anterior, excepto que o eco é adicionado ao som original e processado de novo (e de novo, e de novo...). Uma série de ecos regularmente distribuídos no tempo, e com a intensidade a decrescer, são escutados. Se a caixa Pingue-Pongue estiver marcada, o eco alterna entre a esquerda e a direita.

Reverberação: Esta é uma aproximação à reverberação real de uma sala. A potência da reverberação e duração total (até 5 seg, ou seja 5000 ms) pode ser fixada. Se a caixa Pingue-Pongue estiver marcada, as reverberações preencherão todo o espaço estéreofonico.