Página anterior    Harmony Assistant    Página seguinte 
 

Introdução
Produtos
What's new ?
Manipulação
Notação
Escutar
Introdução
Regras
Pautas com Regras
Percussão
Características avançadas
Efeitos/Expressão
Ajustamento Microtonal
Afinação alternada
Processadores de efeitos
Curvas de parâmetros
Instrumentos Personalizados
Pistas de Audio Digital
Jukebox
Karaoke
Fretted fingering
Dispositivos/scripting
Virtual Singer
FAQ
Licença de utilização
Ajuda Técnica
Apêndice
Impressão do Manual


Novo capitulo : Em Inglês :

 

Pautas com Regras

Características avançadas


Nós vimos que as regras tornam possível que vários instrumentos toquem notas da mesma pauta, diferenciando as notas através de um critério gráfico.
Mas este sistema permite-nos ir mais além.

Parâmetros especiais

O botão "Especial" na janela de edição de regras da pauta permite-lhe definir parâmetros (efeitos, velocidade, atraso...) que serão aplicados à nota quando for tocada.
Exemplo de uso :
Uma aplicação interessante é o uso do efeito configurável "Turkish comma" para definir uma afinação alternativa. A afinação alternativa é útil para tocar melodias não-ocidentais, ou peças que obedeçam a outras regras de frequência e não somente à escala dos 12 semitons igualmente temperados "clássico". Os capítulos Ajuste Microtonal e Afinação Alternativa fornecerão mais informação acerca destes tópicos.

Regras não-bloqueantes

Préviamente, aprendemos que as notas que obedecem ao critério de uma regra (côr, altura, forma...) são tocadas de uma maneira particular.
Assim que uma nota corresponda a uma regra, um instrumento e/ou parâmetros especiais da regra são aplicados à nota, mas a parte restante do conjunto da regra é omitido.
Por exemplo, se criar uma regra baseada na côr azul, que altera o instrumento para "Orgão", depois uma outra regra baseada na forma triangular da nota, que altera o intrumento para "Guitarra", então a nota azul com a forma triangular será tocada com o som de "Orgão", pois é a primeira regra à qual obedecem as características da nota.

É agora possível (desde o Harmony Assistant 8.0, Melody Assistant 6.0) definir regras não-bloqueantes. Se a caixa "Continuar a processar" estiver marcada, a procura das regras não termina quando a primeira à qual a nota obedece é encontrada. Assim, as notas anteriores serão ambas tocadas com os instrumentos "Orgão" e "Guitarra".

Exemplo de uso :
É possível, usando esta característica, definir pautas nas quais simultaneamente vários instrumentos tocarão as mesmas notas.
Você também pode definir um instrumento associado com a forma (por exemplo, notas com a forma cabeça-cruz serão tocadas em "Slap bass") e outro associado com a côr (por exemplo, notas de côr vermelha serão tocadas com o efeito "bend"). Assim, as notas com a forma cabeça-cruz serão tocadas usando o instrumento "slap bass" e com o efeito bend.

"Nota Fundamental" marcador

Se a caixa "nota é fundamental" estiver assinalada numa definição de regra, as notas que obedecem a esta regra serão consideradas como a nota fundamental do acorde (nota tónica). Este acorde fundamental permite que outras regras (mesmo que localizadas em outra pauta) sejam aplicadas de acordo com a posição relativa da altura da nota no acorde actual. Desta maneira você pode definir regras que se aplicam somente às terceiras ou quintas do acorde actual (veja em baixo).

Regra com o critério aplicado à altura da nota

Este critério da regra permite aplicar a regra somente a notas de uma determinada altura. Alguma caixas de selecção podem alterar o modo como é avaliado o critério aplicado à altura da nota :

  • Se nada for assinalado, a altura é avaliada no modo absoluto. Por exemplo, se você activar o critério para a altura da nota localizada na primeira linha da pauta, alterada com um bemol, somente o Mib da 4ª oitava será afectado por esta regra, assim como o Ré# da 4ª oitava.
  • Se assinalar a caixa "Para todas as oitavas", qualquer Mib ou Ré# (qualquer que seja a oitava) será afectado por esta regra.
  • Se assinalar a caixa "Seguir a armadura de clave", o critério da altura da nota será relativo à nota base da actual armadura de clave. A sua regra afectará então o Mib e Ré# quando a escala for de Dó maior, mas por exemplo, Sib ou Lá# se a escala for de Sol maior.
  • Se assinalar a caixa "Diferenciar énarmonicas", o Mib e o Ré# não serão mais consideradas como sendo a mesma nota. Somente o Mib será afectado pela regra.
  • Se assinalar a caixa "Relativa à fundamental", o critério aplicado à altura da nota é considerado como relativo à nota fundamental do acorde que foi definido através de outra regra (veja em baixo). A altura do Dó significa "Igual à fundamental", Dó# significa "igual à fundamental mais meio-tom", etc. Por exemplo para aplicar uma regra à terceira maior do acorde actual, você deve escrever "Mi" como o critério de altura da nota.

Exemplos de uso :
- Escrevendo uma regra como : "notas com a forma da cabeça triangular são a nota fundamental do acorde actual", você só tem que marcar todas as notas que são principais no acorde a que pertencem para fazer com que outras regras se lhes apliquem, digamos, terceiras maiores ou quintas de qualquer acorde da sua partitura. Seleccionando um nome apropriado para as suas regras, você pode adicionar a marca "3" para todas as terceiras, "5" para todas as quintas, de modo a mostrar o nome do acorde-relativo para cada nota.

- Combinando a afinação alternativa e o critério para a altura relativa das notas fundamentais do acorde, é possível alterar as frequências das componentes dos acordes (terceira, quinta, sétima menor) de modo a que sejam tocadas "justas", ou seja num sub-multíplo da frequência da nota fundamental do acorde. Isto pode ser usado por exemplo em coros "Barbershop", nos quais os cantores ajustam a frequência da voz de acordo com a fundamental, de modo a minimizar o efeito phasing que é devido à imperfeição da escala tradicional ocidental.

Critério "Velocidade"

Este critério permite definir regras que se aplicam a notas tendo em atenção a sua velocidade. Você pode, por exemplo, usar um instrumento para notas que são tocadas suavemente e outro para notas tocadas com força.
Poruqe a velocidade das notas não é facilmente visivel na partitura, este tipo de regra deve ser usado com precaução.
Este critério é aplicado a um dado intervalo de velocidades das notas, e permite definir um novo intervalo de velocidades com que será tocado.

Exemplos de uso :
- Construa uma regra que se aplique às velocidades entre 0 e 64, e cuja saída é no instrumento "Orgão 1", com um intervalo de velocidades entre 0 e 64 também (a velocidade permanece inalterada).
De seguida, construa uma regra que se aplique às velocidade entre 65 e 127, e cuja saída seja no instrumento "Orgão 2", com um intervalo de velocidades entre 65 e 127 também (a velocidade permanece inalterada).
As notas suaves serão tocadas no instrumento "Orgão 1", as notas fortes no instrumento "Orgão 2"

- Combinando com a opção "Continua a processar" (regra não-bloqueante) torna-se possível misturar suavemente dois instrumentos conforme a velocidade original das notas na pauta.
Para fazer isto, construa uma regra que se aplique às velocidade no intervalo 0 a 127 (toda a gama disponivel) e cuja saída seja no instrumento "Orgão 1", com uma velocidade de saída no intervalo 127 a 0 (velocidade é invertida: notas suaves serão tocadas com força e notas fortes serão tocadas suavemente).
De seguida, construa uma regra que se aplique às velocidade entre 0 e 127, e cuja saída seja no instrumento "Orgão 2", com uma velocidade de saída entre 0 e 127 (velocidade permanece inalterada).
As notas suaves serão tocadas no instrumento "Orgão 1", as notas fortes no instrumento "Orgão 2", as notas com valores intermédios serão tocadas em ambos os instrumentos, a influência do instrumento "Orgão 2" torna-se maior com o aumento da potência da nota.



(c) Myriad